Fruta podre: retire antes que seja tarde demais…..!!!

Uma fruteira cheia…. hummm uma delicia! Mas quando uma das frutas está começando a apodrecer… retire imediatamente da fruteira para impedir que o restante das frutas apodreçam também!!!

frutas iolande

Você sabe por quê isso acontece?

Após serem colhidas, as frutas continuam amadurecendo, e com isso, suas células ainda sofrem trocas gasosas. A fruta mais madura libera uma substância que inicia uma reação química que converte o amido da fruta em açúcar, tornando-a mais doce. Essa substância chama-se etileno. O etileno ao ser liberado pela fruta madura induz o amadurecimento de outra nas proximidades. Além disso, quando um fruto é danificado e tem seu interior exposto, ele está mais suscetível à ataques de fungos e bactérias.  Quando isso acontece, os fungos ou bactérias se espalham para os outros frutos que estão próximos.

As frutas que produzem mais etileno, por isso induzem um amadurecimento mais rápido de frutas próximas são as maçãs, pêras, melões, pêssegos e as bananas.

Manter frutas, legumes e verduras na geladeira retarda o processo de amadurecimento e automaticamente, o apodrecimento desses alimentos.

DICA: Se quiser acelerar o amadurecimento do tomate e banana em sua própria casa, basta colocá-los em um recipiente fechado. Estes frutos exalam etileno quando estão maduros, abafando-os você evita que o etileno gasoso escape e fique retido no recipiente e acelere o processo de maturação das frutas verdes.

Autora: Iolande Aardoom

Anúncios

Hambuguer saudável!

Nada mais fácil do que uma refeição no meio de 2 fatias de pão rs

Existem muitas críticas referentes ao fast food por serem refeições de alto valor calórico, ricos em gordura e sódio e com praticamente zero qualidade nutricional. Resolvi então postar uma opção mais saudável de hambúrguer, fácil e rápido de fazer… e sim, nutricionalmente correta!!

Hamburguer Saudável

Ingredientes:

300g de carne moída de primeira

1 ovo

1 cenoura média ralada fina (eu passo no processador com a cebola)

1 colher de sopa de cebola ralada

Sal e pimenta do reino a gosto

Aveia em flocos finos para dar o ponto de molde (em media 2-3 colheres de sopa)

Modo de preparo:

Bater um ovo com sal e pimenta, com o auxilio de um garfo. Acrescente a carne, cenoura, cebola. Corrija o sal. Misture bem e acrescente a aveia aos poucos até conseguir moldar os hambúrgueres sem grudar nas mãos. Depois de prontos, leve a frigideira anti aderente com um fio de óleo. Deixe grelhar bem.

Sirva com pão multi-grãos, tomate e alface. A cenoura no hambúrguer deixa-o bem suculento, dispensando assim o uso de maionese!!!! Se desejar, acrescente presunto e queijo (aumenta a quantidade de sódio, gordura e calorias do sanduíche)!

 foto-6

Meus filhos adoram esse hambúrguer. Outra sugestão é fazer o hambúrguer e servir com purê de batatas e salada!

Bom apetite!!!

Autora: Karen Dykstra Carmona

Batata Verde – cuidado!

Pois hoje resolvi buscar algum assunto para o blog e me deparei com um título “Cuidado com as batatas verdes”.

Acho que já ouvi algum comentário aqui ou ali para não comer batatas verdes, mas nunca soube o real motivo disso. Pesquisei um pouco e decidi compartilhar com vocês, caros leitores!

 Green Potatoes

As batatas produzem solanina como defesa natural contra insetos. As plantas da batata contem solanina, um membro da famosa família de alcalóides, de gosto amargo, um grupo de substancias químicas altamente toxicas nas plantas, incluindo a nicotina, a quinina, a cocaína e a morfina. A maior parte da solanina das plantas de batatas está nas folhas e nos talos, mas quantidades menores são encontradas na casca e embaixo dela e, em menor extensão, nos “olhos”.

A exposição à luz solar e altas temperaturas aumenta a quantidade de solanina. A coloração verde em batatas indica um elevado nível de clorofila. Como a clorofila e a solanina são produzidas quase simultaneamente em batatas, a coloração verde também significa uma alta concentração de solanina.

Por este motivo, as batatas conservam-se melhor em local escuro, seco e fresco, mas não frio demais. Na temperatura da geladeira, elas tendem a fabricar a solanina. Elas também convertem parte de seu amido em açúcar, o que produz um dulçor peculiar e faz com que as batatas fiquem marrons ao serem fritas.

A ingestão de elevada quantidade de batatas verdes pode causar sintomas gastrointestinais e/ou neurológicos, tais como: náusea, vomito, cólicas estomacais, diarréia, azia, hipotermia, respiração mais lenta e batimentos cardíacos mais lentos, pupilas dilatadas, febre, alterações na visão, dores de cabeça, tonturas e alucinações, paralisia, choque. Exemplo de consumo elevado: uma pessoa de 45 kg precisaria consumir 450 gramas de batatas verdes para sentir os sintomas do envenenamento por solanina. Ingestão acima de 3 a 6mg por quilo de peso pode ser fatal.

Os sintomas de envenenamento pela solanina tendem a aparecer por volta de 6 a 12 horas após a ingestão da batata verde, mas pode também acontecer após alguns minutos, quando a concentração de solanina for muito elevada.

O que fazer com a batata que tem manchas verdes?

É prudente cortar fora e descartar as partes verdes, e o restante da batata estará perfeitamente boa para consumo. Caso a batata esteja com a superfície toda verde, corte uma camada mais grossa da casca e jogue fora.

batata verde

DICA: Evite comprar batatas verdes, com manchas e especialmente as que tem brotos. Os brotos são ricos em solamina, principalmente quando estão verdes. Geralmente as batatas ficam verdes quando estão velhas ou não foram armazenadas corretamente (expostos ao calor e claridade).

CURIOSIDADE: Além do veneno “natural” produzido pela batata para afastar insetos (a solanina) os produtores de batata aplicam agrotoxicos para garantir maior produtividade. Por isso, evitem o consumo da casca de batata, e sempre que forem cozinhar ou assar com casca, lave bem a batata, de preferencia com o auxílio de uma esponja ou escova que seja exclusiva para limpeza de vegetais. Não utilize detergente.

RECEITA DE BATATA “ASSADA NO MICROONDAS”:

batata assadabatata assada 1

Lave bem as batatas. Faça muitos furos na casca de toda a batata com o auxílio de um garfo.

furando batata

Coloque num prato ou vasilha de vidro e leve ao microondas por 7 minutos na potência máxima. Vire as batatas e deixe por no máximo mais 2 minutos. Corte no meio com uma faca, aperte com as mãos as pontas. Acrescente o recheio que desejar.

OBSERVAÇãO: o tempo de cozimento da batata pode variar de acordo com a potência do seu microondas, tamanho e quantidade de batatas.

Sugestão de recheio: requeijão com bacon crocante e pimenta calabresa, ou manteiga, sal e cheiro verde.

Autora: Karen Dykstra Carmona

Referencias:

– KIM, B. Beware of Eating Green Potatoes. Disponível em: < http://drbenkim.com/green-potato-solanine-dangers.html&gt; . Acesso em: 22 de setembro de 2014.

MEDLINE PLUS. Potato plant poisoning – green tubers and sprouts. Disponível em: <http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/002875.htm>. Acesso: 22 de setembro de 2014.

– WOLKE, R. L. O que Eisntein disse a seu cozinheiro. Tradução Helena Londres. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.

PROBIÓTICOS

No post sobre Prebióticos, falamos da importância da ingestão de alimentos que favorecem o crescimento das bactérias benéficas para o nosso intestino. Hoje, eu gostaria de falar sobre os PROBIÓTICOS.

Os probióticos são “microrganismos vivos administrados em quantidades adequadas e que são benéficos para a saúde do hospedeiro”(Fao/Who, 2002).

Imagem do site www.corredortrainer.com.br
Imagem do site http://www.corredortrainer.com.br

Quando ocorre um desequilíbrio da flora intestinal, devido à má- alimentação, fatores emocionais ou excesso de antibióticos, há um reflexo imediato que resulta em enfraquecimento do sistema imune e o organismo fica mais suscetível a contrair doenças.

Imagem do site: www.medicamentosnaturais.com.br
Imagem do site: http://www.medicamentosnaturais.com.br

Os benefícios da ingestão de probióticos se referem:

– A regulação da flora intestinal;

– Ao aumento da capacidade de defesa do organismo contra invasores (sistema imune é potencializado).

– A prevenção de certas doenças como a diarréia, síndrome do intestino irritável, constipação, entre outras.

– Melhora a tolerância a lactose;

– A redução dos fatores de risco de câncer de colon (intestino) e de bexiga

– Ao controle dos níveis de colesterol e controle da hipertensão.

– A ação contra infecções do trato urinário e respiratório.

– A supressão de alergias (em alguns casos).

Hoje temos no mercado alguns produtos probióticos como por exemplo: os leites fermentados e iogurtes, produtos farmacêuticos (em pó, capsulas e flaconetes).

probioticos
Esses produtos são alguns exemplos de probióticos. Existem outras bebidas lácteas de outras marcas. A foto é meramente ilustrativa ;o)

De acordo com a ANVISA, os alimentos que tem alegações funcionais têm obrigatoriedade de registro e devem apresentar documento comprovando a eficácia do produto.

Atenção na embalagem para não comprar gato por lebre!! Na embalagem de um alimento probiótico deve constar: “O (indicar a espécie do microrganismo) (probiótico) contribui para o equilíbrio da flora intestinal. Seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis”. A quantidade do probiótico em UFC (Unidades Formadoras de Colônias), deve também ser declarada no rótulo, próximo à alegação.

foto-3

Infelizmente, os microrganismos probióticos tem baixa viabilidade em preparações comerciais (leites fermentados e iogurtes). Isso se deve a alguns fatores como: alteração do pH, presença de outros microrganismos, temperaturas inadequadas de incubação, presença de oxigênio e níveis elevados de acidez (OLIVEIRA, M.). Sem contar que muitos estabelecimentos comerciais desligam seus equipamentos de refrigeração para “economizar energia” durante a noite ou não realizam manutenção do equipamento com frequência para garantir temperatura de conservação adequada. Além disso, o tempo em que o produto fica a temperatura ambiente enquanto você faz as compras e chega em casa pode ser um fator importante na viabilidade dos microrganismos!!

O consumo terapêutico, preventivo, tanto dos probióticos, prebióticos e simbióticos (prebióticos + probióticos) deve ser feito diariamente, uma vez que os microrganismos probióticos não colonizam no intestino – só passam pelo intestino trazendo seus benefícios.

Nos casos em que há desequilíbrio da flora intestinal devido a diarréia associada a antibióticos ou diarréia “dos viajantes”, a administração de probióticos na forma farmacêutica provavelmente é necessária (floratil, biovicerin, etc), mas esta somente deverá ser feita com prescrição médica.

Consulte uma nutricionista para mais informações! Saiba que a nutricionista pode prescrever probioticos e simbioticos personalizados para cada indivíduo!!

Autora: Karen Dykstra Carmona

Referencias:

OLIVEIRA, M. N. Prebioticos, probióticos e simbioticos: produtos isolados ou combinados: como, onde encontrar e como usar. Ganep Educação. Curso: uso clinico de probioticos e simbioticos versao 1.0.

RODRIGUES, G. P. Legislaçao de Probioticos no Brasil. Ganep Educação. Curso: uso clinico de probioticos e simbioticos versao 1.0.

PREBIÓTICOS – Saiba mais!!

No post “O que que a Banana verde tem?” abordamos rapidamente o tema dos prebióticos. Achei muito interessante estudar sobre o assunto num curso de atualização que fiz recentemente, sobre “Probióticos, Prebióticos e Simbióticos”.

Mas o que são os Prebióticos?

Prebióticos são componentes que não são digeríveis e que estimulam seletivamente a proliferação ou atividade de populações de bactérias que são desejáveis no intestino.

Os prebióticos são na verdade, carboidratos ou fibras solúveis em água, encontrados em certos alimentos como os cítricos e maçã entre outros.

Os prebióticos trazem beneficio para quem os consome pois:

  • favorece melhor funcionamento intestinal, especialmente em casos de diarréia e constipação;
  • melhora a barreira protetora intestinal contra doenças provocadas por bactérias patogênicas;
  • reduzem os triglicérides;
  • diminui o colesterol sanguíneo;
  • melhora a absorção de minerais;
  • melhora o flora intestinal;
  • Favorece a produção de vitamina B.
  • estimula o sistema imunológico.

Exemplos de Prebióticos:

Oligofrutose, inulina, pectina, ligninas, oligossacarídeos não-digeríveis derivados da lactose.

Alguém entendeu alguma coisa? Rs Vamos simplificar…

Frutoligosacarídeos estão presentes em alimentos como: alho, cebola, tomate, banana, cereais integrais como a cevada, aveia e trigo.

Atualizados recentemente6

A pectina – presente na entrecasca dos cítricos, maracujá e maçã.

Atualizados recentemente7

Ligninas – presentes nas cascas de frutas oleaginosas – linhaça, gergelim, amêndoas e leguminosas como soja e feijão azuki.

Atualizados recentemente9

A inulina é encontrada na raiz da chicória, no alho, cebola, aspargos e alcachofra.

Atualizados recentemente10

Inclua os prebióticos diariamente na sua alimentação e sinta os seus benefícios!!

Autora: nutricionista Karen Dykstra Carmona

Omelete de Tapioca

Fiz recentemente um omelete de tapioca que achei interessante colocar no blog porque é muito fácil de fazer e fica muito saborosa! O recheio fica por conta da sua criatividade, mas deixei uma sugestão que o maridão curtiu!

omelete pronta

OMELETE DE TAPIOCA BÁSICA

Ingredientes:

1 ovo inteiro + 1 clara

2 colheres de sopa de tapioca (hidratada)

Sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo:

Bater os ingredientes com um garfo numa vasilha, até dissolver toda a tapioca. Aquecer uma frigideira anti aderente. Colocar a mistura na panela e juntar o recheio numa metade do omelete. Feche com a ajuda de uma espátula e vire de lado para cozer bem. Sirva quente.

 

SUGESTÃO DE RECHEIO:

ometele aberta

Cogumelos Paris puxados em azeite com 1 dente de alho laminado (agregar tomilho fresco no final da preparação) + tomate em cubos sem sementes + 1 fatia de queijo mussarela. 

Sirva com molho de pimenta (veja seus benefícios no nosso post “Que tal apimentar as coisas?”).

omelete

Bom apetite!!

Autora: Karen Dykstra Carmona

 

CARBOIDRATOS: Comer ou não comer? Eis a questão!

piramide

Os carboidratos conhecidos como energéticos, fornecem energia ao nosso organismo. Uma das primeiras medidas de quem deseja emagrecer é cortar os carboidratos da sua dieta. No início até funciona, mas a falta pode trazer consequências prejudiciais. “Se a quantidade ingerida de carboidrato for muito pequena, o corpo entra em gliconeogênese e usa massa magra como fonte de energia”, ou seja irá queimar músculo!!! 

Os carboidratos fazerem parte da dieta de “forma equilibrada” e tem efeito protetor para a imunidade, humor, raciocínio, disposição, sono, ganho e perda de peso….sendo essencial para manter ou aumentar a nossa massa muscular. Para manter um corpo saudável, cerca de 50% a 60% do valor calórico diário, deve vir dos carboidratos onde cada grama fornece 4 calorias. Para entender melhor temos os carboidratos “ruins” e os “bons”…..ou seja, os simples e compostos.

 Os carboidratos são encontrados no leite, massas, pães, torradas, biscoitos, batatas, cereais como o arroz, feijões, frutas, nozes e hortaliças. Estes alimentos citados são classificados em simples e complexos, os quais desempenham papéis diferentes em nosso organismo.

Carboidratos simples: por apresentarem estrutura química reduzida, são facilmente digeridos e absorvidos pelo organismo. Como a digestão é mais rápida, logo temos fome novamente, e aí que mora o perigo….comemos novamente e…. engordamos!!! Exemplos de alimentos: alimentos processados como macarrões, biscoitos brancos, pães brancos, sucos de caixinha, refrigerantes, doces, balas, mel, xarope de glicose, leite, açúcares refinados, farinhas refinadas, batata inglesa etc. Aqui deu pra perceber quais são os carboidratos ruins…

carboidratos

Carboidratos complexos os bons…encontrados em alimentos como amido e celulose, que garantem mais saciedade por terem uma digestão mais lenta, o que faz com que o estômago demore mais para sentir fome novamente. Isso acontece porque esse tipo de nutriente é rico em fibras e tem baixo índice glicêmico, e com consumo moderado auxilia no processo de emagrecimento. São encontrados em cereais integrais, arroz, massas integrais, pães integrais, batatas, mandioca, leguminosas, frutas com casca, verduras…..

carboidratos complexos

Incluindo carboidratos na nossa dieta, evitamos ter um ímpeto compulsivo por carboidratos cedo ou tarde, porque isso vai acontecer…o corpo em algum momento vai reclamar!!! A falta de carboidratos pode levar à constipação, assim como aumentar as dores de cabeça, fadiga, dor muscular, mau hálito, baixa da serotonina, etc..

A quantidade de carboidratos que devemos ingerir diariamente, depende de cada indivíduo, peso, se leva uma vida sedentária ou não… O melhor é fazer uma avaliação com seu nutricionista.

 

DICA: Ingerir muita água ajuda o corpo a liberar toxinas, e uma reeducação alimentar contribui para que a perda de peso seja mantida de maneira saudável e eficiente.

 

Autora: Iolande Aardoom

 

 

 

.